9 de maio: III Primaveira de Cabral

Imaxe

CARTAZ-III-PRIMAVERA

Advertisements

A Ría non se Vende pede solidariedade nacional e internacional para Marcos Celeiro

A Ría non se Vende pede solidariedade nacional e internacional para

Marcos Celeiro,

um membro da nossa Rede a quem quer silenciar a mineira Cementos Cosmos da transnacional Votorantim

Marcos Celeiro

No próximo 7 de maio será em Vigo a vista do julgamento no processo judiciário da empresa mineira Cementos Cosmos (da multinacional Votorantim) contra o nosso companheiro Marcos Celeiro, um vizinho de Triacastela que vive na área de concessão mineira de esta empresa cementeira multinacional afectando a sua vida, ambiente e a vezinhança.

Polos muitos danos que supõe ao património natural e cultural da área, a vezinhança opõe-se à actividade mineira, que esteve cheia de irregularidades desde o seu começo há já várias décadas.

Apesar das barbaridades ambientais, patrimoniais, ilegalidades e todo tipo de irregularidades, ninguém de Cementos Cosmos ou das diferentes administrações foram julgados em relação ao longo conflito da sua mina a céu aberto em Triacastela. São os vizinhos que fazem cara a esta empresa os que hão de sentar no banco dos réus. Neste caso Marcos Celeiro, a quem acusam de “provocar altas perdas económicas” à empresa, e por isso lhe pedem 45.000€ para ressarci-las.

A maioria da gente sabe que a demanda contra Marcos Celeiro é uma trapaça, uma tentativa de utilização do sistema judiciário contra a oposição vezinhal, e uma grande farsa.

Cosmos demanda Marcos por:

1. Exprimir opiniões pessoais no seu Facebook.

2. Publicar ligações a notícias sobre eles no Twitter.

3. Subir ao seu canal do Youtube um vídeo onde aparece trabalhando a empresa quando está sem licença e sob ordem de paralisação.

4. Uma suposta «denúncia falsa», em que pedia que se investigassem uns factos, e tanto Guarda Civil como Procuradoria consideraram que havia indícios de delito e levaram o assunto a tribunal

A demanda trata, pois, de desprestigiar a pessoa de Marcos Celeiro como autor de «denúncias falsas», com o intuito de interferir em vários processos judiciais contra Cosmos por diferentes irregularidades cometidas pela empresa, silenciá-lo e conseguir a não admissão do seu testemunho em outros processos contra a empresa.

Os advogados da empresa mineira estão a criar uma demanda da nada. O que procuram é intimidar e desmobilizar a oposição vezinhal no conflito com Cosmos e criar um precedente exemplarizante.

Procuram também causar a Marcos o máximo dano psicológico, para que desarmado animicamente não lute contra eles.

Por esses motivos, solidarizamo-nos com Marcos Celeiro e exigimos a Cementos Cosmos que cancele imediatamente o processo contra dele, e às autoridades que se ocupem em investigar as constantes irregularidades cometidas pela mencionada empresa e actuem com acordo às leis.

Nem nos vão calar, nem nos vão parar.

Não à minaria, Sim à vida.

Nota:

Se queres contribuir para as despesas da defesa jurídica do processo:

Nº de Conta de Marcos Celeiro ES93 2080 0146 7330 0002 4181